Impulsionar a integridade: Denúncias anónimas

A criação de um mecanismo de denúncia de irregularidades, frequentemente designado por linha direta de ética ou de conformidade, é um passo fundamental para as organizações que incentivam o comportamento ético e a transparência. Esta ferramenta permite que os trabalhadores e outras partes interessadas comuniquem potenciais condutas incorrectas ou sugiram melhorias e eficiências na organização. O anonimato é uma caraterística fundamental deste sistema, permitindo que as pessoas comuniquem problemas que envolvam colegas ou superiores sem receio de repercussões.

A importância de um mecanismo de denúncia de irregularidades

A implementação de um mecanismo de denúncia de irregularidades demonstra o empenhamento da organização em valorizar o feedback dos trabalhadores e em responder às suas preocupações. Estabelece uma cultura de abertura, na qual a denúncia de práticas não éticas é encorajada e apoiada.

O carácter anónimo deste sistema é fundamental. Garante a proteção dos trabalhadores que comunicam problemas, trazendo assim à luz preocupações que, de outra forma, poderiam permanecer ocultas. Este aspeto do sistema é particularmente importante para compreender e atenuar o “efeito de espetador”, em que as pessoas podem não comunicar problemas por receio de serem identificadas.

As vantagens de um sistema deste tipo são muitas, incluindo a prevenção de fraudes internas, a redução dos custos associados à elevada rotação de trabalhadores e a promoção de uma força de trabalho mais empenhada e produtiva.

Além disso, em muitas regiões, como a UE, a existência de um mecanismo de denúncia anónima é um requisito legal para as organizações com mais de 50 trabalhadores, de acordo com as leis de proteção dos denunciantes.

Implementação efectiva de uma linha direta para denúncias

A simples existência de uma linha direta para denúncias não é suficiente. A sua eficácia depende de uma aplicação correcta e da sensibilização dos trabalhadores. Isto implica:
Desenvolver um plano de comunicação: Estabelecer um plano claro para informar todos os empregados da existência da linha direta. Isto deve incluir actualizações e avisos regulares para garantir uma sensibilização e familiaridade contínuas com a ferramenta.
Fornecer formação e orientação: É essencial que os empregados compreendam como utilizar a linha direta e os tipos de situações em que esta deve ser utilizada. A oferta de sessões de formação e de directrizes claras pode ajudar a garantir uma utilização adequada e eficaz da ferramenta.
Designação do pessoal responsável: Designar pessoal específico, interno ou externo à organização, para tratar e responder às denúncias efectuadas através da linha direta. Esta equipa deve ter formação para lidar com informações sensíveis e dar seguimento às denúncias de forma atempada e confidencial.

O local de trabalho deve ser um ambiente seguro e incentivar cada funcionário a relatar casos de discriminação.

A implementação destes passos pode garantir que a linha direta para denúncias não seja apenas uma formalidade, mas uma ferramenta funcional e eficaz para manter padrões éticos e um ambiente de trabalho positivo.

Whistleblowing Newsletter

Please enable JavaScript in your browser to complete this form.
BEZPŁATNE rozwiązanie do whistleblowingu dla Twojej firmy
Whistleblowing Newsletter
Please enable JavaScript in your browser to complete this form.

Informações de contacto

apartmentpencilenvelopeenteruserusersphone-handsetselectcrosslistchevron-right linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram